Outubro em dez passos de elefante

Furei meu cronograma de escrita e postagem por motivos de outubro a mil. Aconteceu tanta coisa que o mês passou rápido demais. Teve tanto rolê importante, não quero deixar nada por registar. De memória, resumi tudo em dez itens. Cada tópico foi muito valioso, foi enorme, que nem os passos de elefante que a gente dava na infância para vencer um jogo, sabe qual? Pega na minha mão e vem por aqui:



1. Primeira vez na Feira das Estações




O primeiro domingo do mês foi de frio na barriga. A convite da Mari Neuwald, levei a Concha pela primeira vez à Feira das Estações, da Estação Balnear. Aprendi, me empolguei, gostei tanto que vou voltar na edição #9, dia 9 de novembro.



2. Escreva como uma guria


Minha querida amiga e - e poeta foda - Ju Blasina e eu ministramos a Oficina de Escrita Criativa "Escreva como uma guria", na IV Semana Feminista do IFRS. Que tarde! Quantas trocas importantes sobre literatura e protagonismo feminino. Vem aí uma geração de mulheres imparáveis, para a nossa sorte e orgulho.



3. Azaleias da Idaniete e o jardim promissor.

De vez em quando a Idaniete, a Nete, jardineira da FURG, aparece com azaleias lindíssimas no canteiro da reitoria. Um dia reparei, por razões óbvias de amor por azaleias; no dia seguinte, quando chego na Secom encontro com ela na entrada e me desmancho em elogios pelo trabalho dedicado que ela faz há anos ali. Resultado: contei do meu canteiro e ela me ensinou a cuidar de algumas plantas e me deu mudas para incluir no jardim aqui de casa. Tenho sido esforçada, viu?



4. Mulheres e Assessoria de Imprensa



As estagiárias de jornalismo da Secom me chamaram para participar de uma roda de conversa bem bacana sobre mulheres e assessoria de imprensa, na Semana Acadêmica do Jornalismo da UFPEL. Foi interessante refletir em grupo sobre atravessamentos de questões de gênero na atuação da assessora de imprensa. Machismo é triste, minha gente. Em qualquer lugar e circunstância.



5. Oficina de Escrita Criativa na Semana Acadêmica de Jornalismo UFPEL

Também a convite das gurias estagiárias do jornalismo, tive a chance de propor uma oficina de escrita criativa para um grupo grande de estudantes da área. Falamos sobre ficção e não ficção, aproximações entre literatura e jornalismo e como as duas áreas podem cooperar para humanizar a reportagem, a notícia, a narrativa de fatos. Eles eu não sei, mas eu ADOREI. Poderia fazer isso toda semana, BEM feliz.



6. Alice e os dias vem vindo

Depois de alguns sustos e desencontros, Alice e os dias, novo livro de poemas de Daniela Delias começou a chegar. Cuidei da pré-venda e de toda a preparação para o lançamento, divulgação e tudo o mais. Foi a primeira pré-venda da Concha. Saldo bem positivo.


7. Infinitamos Juntas

O Cassino é um universo, e estou curtindo demais as possibilidades que o fato de estar por aqui me proporcionam. A Concha foi convidada a participar do Infinitamos Juntas, do Ialê Brechó, um evento que reuniu vários projetos cuidados por mulheres da cidade. Como cuido da Concha, lá estava yo. E o Bruno, que tem me acompanhando em todas (meu amô <3). Esse tipo de vivência me renova num grau...



8. Carmen da Silva e Concha Editora se encontram

Fechou um combinado extraordinário para mim, para a Concha: depois de várias conversas com a professora Nubia Hanciau, curadora da obra da escritora rio-grandina Carmen da Silva, confirmamos a publicação de um livro de contos inéditos, pela Concha, em 2020. Para anunciar essa ótima notícia, divulgamos uma dessas histórias no Blog da Concha. 2019 é ano do centenário de nascimento de Carmen e as comemorações não param. Em novembro, dias 6, 7 e 8, tem um Seminário Internacional em sua homenagem. Adivinha onde vou estar? Isso mesmo: lá na Biblioteca Rio-Grandense aprendendo e acompanhando tudo de perto.



9. Reencontro com minha coluna, digo, saúde

Venho me ajudando há meses, que meus ossinhos não têm dado folga, mas não estava resolvendo. Pilates, consultas a especialistas e o escambau, fim de setembro tomei vergonha na minha cara e encarei também nutricionista e uma dieta bem regradinha, acompanhada de mais pilates ainda, para regular peso e tônus muscular. Chega de ai, ai, ai. Agora vai!



10. Lançamento de Alice e os dias

Sábado passado, 26, finalmente lançamos Alice e os dias, de Daniela Delias. Daniela Delias, Ju Blasina eu e várias pessoas amigas foram na Doce Café do Cassino festejar o livro novo, que chegou delicado e potente, dando um recado certeiro: a poesia resiste. E Daniela Delias, minha gente, é incrível. Pode anotar esses nomes de livro e autora, pois vamos ouvir falar muito deles nos próximos meses. Tão bom avaliar a jornada de um trabalho assim e perceber que crescemos muito, juntas. A Concha é um presente na minha vida.


Agora volto à programação normal. Sexta tem texto novo por aqui.

0 visualização

contato@andreiapires.com.br | Rio Grande (RS)

  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Pinterest Icon
  • LinkedIn - Círculo Branco

Receba poucas & boas por e-mail.